Eduardo Sampaio: "é importante ter também um parceiro de confiança no mundo digital"

Abrir Formulário Newsletter
Newsletter
image
header image wave effect

Eduardo Sampaio: "é importante ter também um parceiro de confiança no mundo digital"

 

Na sua opinião, qual é a importância do Programa Comércio Digital da ACEPI?

A principal mais valia que o Programa Comércio Digital traz para o mercado Português é a conscientização constante dos empresários sobre a importância do mundo digital para os seus negócios. Além disso, o programa traz a prática e a teoria para aqueles que desejam começar os seus esforços no mundo digital, através das iniciativas da Academia do Comércio Digital e do Voucher 3 em 1.

 Em alguns casos as vendas através do mundo online serão a única chance de sobrevivência para pequenos negócios, já que no mundo online é possível competir com as grandes empresas, em pé de igualdade.

 

Como tem sido esta experiência para si, enquanto especialista de marketing digital? Porquê?

É uma grande oportunidade para conhecer melhor os empresários que, de fato, precisam do Marketing Digital para crescer os seus negócios. Através da convivência direta com o mercado tenho percebido melhor quais são as questões e dúvidas mais comuns aos empreendedores, além de poder perceber os principais motivos que os levam a não adotar estas práticas no dia a dia das empresas.

Outra oportunidade interessantíssima é a de revisitar os meus conhecimentos e aprofundá-los, uma vez que é necessário adaptar a nossa fala às características da audiência.

 

Que conselhos daria aos negócios que ainda não têm qualquer presença online?

Que comecem já! Não é um problema começarmos com um pequeno investimento, que esteja dentro das possibilidades de cada um. À medida que os resultados forem crescendo, aumenta-se a confiança e o orçamento destinado para este tipo de promoção.

O que eu não aconselho é continuarem a postergar o começo dos esforços, enquanto a concorrência já está a trabalhar.

 

Mais do que o futuro, o comércio digital é o presente. A seu ver, que mitos é que ainda existem sobre estas temáticas?

Acredito que o maior mito que exista com relação ao mercado digital é acreditar que se trata somente de mais uma forma de promover os nossos negócios. Seguindo por esse pensamento, é fácil chegarmos ao discurso que sempre ouvimos dos empresários: “sempre funcionou sem isso, por que eu mudaria?”.

Falta à grande maioria dos empresários perceber que esta tecnologia está a mudar a natureza dos nossos negócios em definitivo. As pessoas estão mais conectadas, a tecnologia está a evoluir e também assim devem ser os nossos negócios.

Todo empresário possui um contabilista de confiança e um advogado de confiança. Considero importante ter também um parceiro de confiança no mundo digital, para que o empresário continue a se dedicar ao seu próprio negócio.

 

Enquanto empresário e consultor na área do marketing digital, o que é que, no seu entender, o digital pode fazer pelas empresas? Porquê?

Enquanto consultor nesta área, já vi o digital alavancar o crescimento de diversas empresas, e já vi a falta do digital afundar algumas outras. O digital só produz resultados efetivos quando é utilizado para potencializar as vendas de qualquer empresa. Seja através do aumento dos leads (pessoas interessadas em comprar), ou através da venda diretamente pela internet (ecommerce). Se o empresário tiver sempre essa questão em mente, cedo ou tarde os resultados aparecerão.

 

Como formador nas sessões do Comércio Digital, que feedback tem tido dos participantes? Em que medida está este Programa a ter impacto na vida dos portugueses?

As pessoas sempre reforçam que as sessões de formação os auxilia por abordar de maneira prática os conceitos envolvidos no mundo digital. Por essa razão as pessoas saem das sessões mais conscientes e preparadas para encarar o desafio de vender mais através do mundo digital.

 

Que ferramentas são absolutamente indispensáveis para uma estratégia de marketing digital eficaz, eficiente e que traga os resultados esperados?

As especificidades de cada negócio fazem com que seja difícil estabelecer ferramentas e estratégias que se adaptem a todos da mesma forma. De uma maneira mais objetiva, penso que todos os negócios deveriam passar pelos seguintes pontos:

 

1. Conhecer bem o comportamento dos seus consumidores online;

2. Escolher o melhor sítio para a sua empresa aparecer online (site, redes sociais, marketplaces...);

3. Estabelecer uma estratégia clara de comunicação e atração dessas pessoas para a sua presença online (redes sociais, email marketing, campanhas Google e Facebook Ads...);

4. Medir e analisar os resultados gerados, tomando decisões para reiniciar todo esse processo.

 

Estamos no ano de 2019, no século XXI. As estatísticas dizem-nos que o digital não é uma moda e veio para ficar. Quais as mudanças de paradigma que entende que devem existir para que mais micro, pequenas e médias empresas portuguesas possam ingressar neste mundo online e tirar partido dele?

É mandatório percebermos duas coisas sobre o momento atual do mercado português:

 

1.Os clientes já estão online: todos nós estamos conectados praticamente todo o tempo, seja no trabalho ou nas questões pessoais. Tanto as empresas quanto as pessoas já utilizam a internet para decidir e para realizar suas compras. Isto é ainda mais grave em um país que tem um grande foco no turismo, como em Portugal.

2.Somente o mundo digital possibilita que as pequenas empresas possam competir com as grandes em pé de igualdade: O investimento no mundo online permite que as pequenas e médias empresas tenham a mesma credibilidade perante o utilizador que as grandes empresas possuem. Ex.: Ao comprar na Amazon (que é um Marketplace), dificilmente saberemos se o vendedor é uma pequena, média ou grande empresa.

 

O que espera ainda retirar do Roadshow do Comércio Digital e como se vê a ajudar mais comerciantes e empreendedores portugueses a singrar na Internet?

O Roadshow do Comércio Digital tem ainda a possibilidade de sensibilizar muitos comerciantes e empreendedores portugueses, ajudando-os de diversas formas a ingressar e aumentar a sua presença no mundo online. Entendo ainda que, com a academia digital, este esforço pelo avanço do mercado está apenas no começo. Temos a chance de efetivamente ajudar o ecossistema empresarial português a avançar no que tange ao Marketing Digital.

Eu sigo aprendendo cada dia mais com essa experiência e com o contato com o tecido empresarial português!

 

Consulte a agenda atualizada do Roadshow e inscreva-se em: comerciodigital.pt/pt/roadshow/

 

20.09.2019

Newsletter

Subscreva a nossa Newsletter e esteja sempre a par das nossas novidades e eventos.

uma iniciativa:

Uma_Iniciativa.png

com o apoio da:

Com_Apoio.png

em parceria com:

Em_Parceria.png

cofinanciado por:

Confinanciado.png

patrocinadores master:

patrocinadores_master2.png

patrocinadores principais:

Patrocinadores_Principais.png

patrocinador:

Patrocinador.png