Ourém: "Nenhuma empresa pode ficar indiferente ao digital"

Abrir Formulário Newsletter
Newsletter
image
header image wave effect

Ourém: "Nenhuma empresa pode ficar indiferente ao digital"

 

O Quartel dos Bombeiros Voluntários de Ourém foi palco, esta quinta-feira, de uma nova sessão do Roadshow do Comércio Digital da ACEPI, para mais de meia centena de participantes.

O objetivo, além de sensibilizar e motivar para o digital, é capacitar empresários e comerciantes portugueses para a utilização das principais ferramentas, técnicas e plataformas online.

 

António Teixeira, coordenador do Programa da Associação da Economia Digital - ACEPI, abriu a sessão, fazendo um enquadramento sobre o estado da arte para a economia digital no nosso país e no mundo, ressalvando que “a população portuguesa que utiliza a internet ainda está abaixo da média europeia”, referiu.

 

Segundo o especialista, no entanto, “em 2025 prevê-se que cerca de 90% dos portugueses tenham acesso e usem a internet, aumentando a nossa convergência com o resto da média da Europa”, afirmou, alertando para “a necessidade de as empresas portuguesas apostarem na presença online, de modo a atraírem mais atenção e visibilidade para os seus negócios”, afirmou.

 

O coordenador do Programa da ACEPI, revelou valores relativos ao comércio eletrónico, mostrando que “as compras online efetuadas pelos consumidores portugueses atingiram os 5,5 mil milhões de euros em 2018, o que representa cerca de 3% do valor do PIB; já as compras realizadas via digital pela administração pública e pelas empresas portuguesas (B2B/B2G) atingiram 82 mil milhões de euros, representando cerca de 41% do valor do PIB”, aludiu.

Ora, para o mesmo, estes dados reforçam a ideia de que “nenhuma empresa pode ficar indiferente ao digital”, defendeu.

 

Pedro Garcia, especialista em marketing digital, prosseguiu com a sessão, capacitando os participantes com noções básicas da área, de forma a potenciar vendas, negócios e presença na internet.

O formador, com mais de treze anos de experiência, deu dicas, ideias e sugestões e partilhou casos de sucesso. “O digital é uma extensão do vosso negócio físico e deve ser tratado com a mesma cautela e carinho”, mencionou.

 

Para Pedro Garcia, a atenção do consumidor é cada vez mais escassa, devido aos diversos estímulos com os quais somos atingidos diariamente e deixou a seguinte diretriz: “sejam curtos, claros, concisos e diretos: não obriguem o potencial cliente ou cliente efetivo a ter que dar quatro ou cinco cliques. A informação deve ser de fácil acesso e é necessário adaptá-la ao público-alvo, uma vez que cada segmento é um segmento e são necessários ajustes na comunicação com o nosso cliente”, expôs.

 

No final, houve ainda tempo para um espaço de debate com perguntas e respostas, para esclarecer dúvidas sobre temáticas do digital.

 

Consulte a agenda atualizada do Roadshow e inscreva-se em: comerciodigital.pt/pt/roadshow/

 

06.02.2020

Newsletter

Subscreva a nossa Newsletter e esteja sempre a par das nossas novidades e eventos.

uma iniciativa:

Uma_Iniciativa.png

com o apoio da:

Com_Apoio.png

em parceria com:

Em_Parceria.png

cofinanciado por:

Confinanciado.png

patrocinadores master:

patrocinadores_master2.png

patrocinadores principais:

Patrocinadores_Principais.png

patrocinador:

Patrocinador.png